© 2018 - Consominas Engenharia Ltda.

  • Facebook Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Consominas

Funcionários de obras da Lagoa da Pampulha usam carta centenária para repensar o Meio Ambiente

Com caneta na mão e um convite à criatividade, cerca de 50 funcionários que trabalham na Lagoa da Pampulha, em Belo Horizonte-MG, fizeram desenhos inspirados por um documento centenário: a famosa carta do Cacique Seattle. A carta foi escrita em 1855 pelo cacique da tribo Suquamish, em Washington-EUA, endereçada ao então presidente norte-americano, Franklin Pierce. O Governo havia sinalizado um pedido de compra do território ocupado pelos índios na época, o que motivou o cacique a falar sobre a importância de preservar a terra e os recursos naturais. Os desenhos produzidos pelos funcionários da Sudecap, Consórcio Pampulha Viva e ETC demonstram como a realidade do cacique ainda é atual quando o assunto é Meio Ambiente e conscientização.


A reflexão faz parte das ações de Comunicação e Educação Ambiental executadas pela Consominas, empresa contratada para monitorar as obras de dragagem e recuperação da qualidade da água no local. A atividade ocorreu durante o mês de outubro e diversas outras ações estão previstas entre setores sociais, escolas e comunidades do entorno. O objetivo é envolver a população em uma gestão participativa e democrática da Lagoa da Pampulha, patrimônio cultural de Belo Horizonte e do mundo inteiro.


O projeto de Monitoramento Ambiental da Lagoa da Pampulha é uma realização da Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte. A execução é feita pela Consominas.


Jornalista: Míriam A. S. Almeida

41 visualizações