As estratégias de Comunicação e Educação Ambiental junto aos pescadores na Pampulha

As estratégias de Comunicação e Educação Ambiental junto aos pescadores na Pampulha
2 anos atrás

Ferramentas de Comunicação e Educação Ambiental são estratégicas para fortalecer a participação de diferentes setores na gestão dos recursos naturais. Incluir instituições, empresas, comunidades e toda a população nas discussões sobre o Meio Ambiente permite que cada cidadão possa opinar trazendo experiências próprias e enriquecendo o trabalho de todos em torno do bem comum.

É com essa visão que a Consominas aplicou questionários de percepção ambiental em 13 pescadores que convivem na Lagoa da Pampulha. A pesquisa busca entender como a atividade é realizada e como é possível envolver esses grupos na preservação da região. A pesca no local não é regulamentada pela Prefeitura de Belo Horizonte-MG, por isso, os dados serão usados de maneira qualitativa apenas para planejar a atuação da Consominas com esses públicos.

Os questionários foram aplicados em janeiro de 2019 e apontam que muitos pescadores praticam a atividade em grupos ou duplas há mais de 10 anos. Grande parte dos entrevistados também desconhece as obras de desassoreamento e recuperação da qualidade da água na Lagoa da Pampulha. A Consominas, que executa o monitoramento ambiental dessas obras e o Programa de Comunicação e Educação Ambiental na Bacia Hidrográfica da Pampulha, realizará outras etapas de aplicação de questionários com os pescadores para uma amostragem mais ampla da realidade. Esse contato é importante também para trabalhar conceitos de manutenção e preservação ambiental da área que é um dos principais cartões-postais da capital mineira.

Assine a nossa newsletter e fique por dentro de todas as etapas de monitoramento ambiental das obras na Lagoa da Pampulha.